sexta-feira, 19 de março de 2010

Prece

Que de hoje em diante, Deus me dê a sabedoria e a força necessárias, para que eu possa sempre, em qualquer e toda circunstância que testem minha alma e minha essência, oferecer a outra face. Que eu tenha a capacidade de compreender minhas próprias limitações assim como as do outro. Que eu possa enxergar e sentir somente o amor nas atitudes alheias, e que jamais eu atire pedras aos atiradores, mudando quem eu sou. Que eu não faça com os outros o que eu não gostaria que fizessem comigo. Que eu não me perca de meus princípios e meus valores. Que um único momento de raiva não apague os minutos valiosos que moldaram meu caráter. Que as intempéries naturais e necessárias da vida e a incompreensão do outro não transformem meu humor. Que eu não fique cega com rancor e julgue. Que minhas palavras não condenem. Principalmente, que meu ego, meu orgulho e meu egoísmo não sejam maiores que minha capacidade de transformação. Que eu não me esqueça do que aprendi de mais valioso: RESPEITO, em todas as suas formas. Oferecer a outra face, sempre.

1 comentários:

Luciana Luz disse...

Esse texto é maravilhoso, e eu o adoro! completo, lúcido, digno e muito maduro. Você é linda, minha jóia...

Postar um comentário

Pensamento

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional." (Drummond)